Category: Administração Pública

Unilab assina acordo regional de cooperação técnica em Segurança da Informação “WorkColab”

Deste o último dia 22 de fevereiro, a Unilab está fazendo parte da rede de Segurança da Informação e Comunicação, composta por outras universidades públicas e privadas, institutos federais e empresas estatais, através da assinatura do Acordo de Colaboração Técnica em Segurança da Informação e Comunicações, pelo então reitor pro tempore da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), o professor Alexandre Cunha.
A rede visa promover o desenvolvimento e o aprimoramento da segurança da informação e comunicações, por meio da colaboração interinstitucional, viabilizando processos, políticas, capacitação de pessoal, normas, protocolos de segurança e soluções para vulnerabilidades no âmbito da tecnologia da informação.
A reunião tratou sobre as tratativas administrativas e perspectivas da rede WorkColab. Estiveram presentes, além do reitor da Unilab, a diretora de TI da Unilab, Lígia Maria Cordeiro, a analista de TI da Unilab, Débora Frota, a coordenadora de segurança da informação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Rosângela Saraiva Carvalho, o técnico de tecnologia da informação da UFPE, André Souto Soares Afonso, a Secretaria de Tecnologia da Informação (STI /UFC) foi representada pelo o diretor de Segurança da Informação, Amarildo Rolim e o assessor de governança, Márcio Correia.
No âmbito da Unilab, a representação da rede será a cargo da servidora e analista de Tecnologia da Informação, Débora Frota, atualmente lotada na Divisão de Segurança, Infraestrutura e Redes (DISIR) da Diretoria de TI.
O Acordo conta com a participação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), da Universidade Federal do Ceara (UFC), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), da Agência Estadual de Tecnologia da Informação (ATI), da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Do Piauí (IFPI) – campus Teresina, da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), da Universidade de Pernambuco (UPE), da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), a Universidade Federal da Bahia (UFBA), da Universidade Federal do Sul Bahia (UFSB), da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) e da Empresa Municipal de Informática (Emprel).

Inscrições para candidatos a representantes TAEs em conselhos começam nesta sexta-feira (1º)

O edital 01/2019 estabelece processo eleitoral para a ocupação de vagas relativas aos representantes técnico-administrativos em Educação nos órgãos superiores da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) – Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) e Conselho Universitário (Consuni), triênio 2019/2022. As inscrições começam nesta sexta-feira (1º) e vão até 8 de março.

São duas vagas para o
Consuni e cinco para o Consepe. Os candidatos serão eleitos para um mandato de três
anos, a contar da data da posse, de acordo com o Estatuto e Regimento da
Unilab.

O registro dos candidatos
será realizado de forma individual, apresentando titular e suplente vinculado,
pelo e-mail [email protected],
com a ficha de inscrição devidamente preenchida, assinada, datada e
digitalizada.

Os dados para a
candidatura devem ser enviados pelo e-mail institucional do candidato, não sendo
aceitos registros enviados por endereço eletrônico que represente uma unidade
da universidade ou de outro local.

A votação ocorre de 25 a 26
de março, nos locais e horários determinados pelo edital. Já a assembleia de
posse será no dia 2 de abril.

Em 2018, o índice pluviométrico teve redução discreta de 10,28%, conforme relatório da Fazenda Experimental Piroás

Fazenda Experimental Piroás/Unilab, localizada a 17 quilômetros do Campus da Liberdade, Redenção/CE, no distrito de Barra Nova.

A equipe da Fazenda Experimental Piroás (FEP), da Unilab, realizou levantamento de dados de precipitação pluviométrica e evaporação do biênio 2017-2018, relativos à região onde está inserida, em Redenção/CE. De acordo com o Relatório, as precipitações pluviométricas, na região onde está inserida a FEP, tiveram um total de 1.414,4 mm no ano de 2018.
Comparado ao ano de 2017, observa-se que ocorreu uma redução discreta de em torno de 10,28%. Ainda assim, a região apresenta uma excelente quantidade de chuvas, obtendo 2,3 vezes acima da média histórica anual do estado do Ceará, que é de 600 mm.

Conforme relatório 2018, as precipitações pluviométricas totalizaram 1.414,4 mm

Destacam-se os meses de fevereiro, março e abril por apresentarem os maiores valores de precipitação no ano de 2018.
Esses dados de precipitação são coletados diariamente às 9h, num pluviômetro pertencente ao Grupo de Pesquisa em Biofertirrigação (GPBio), que tem como responsável a Pró-Reitoria Albanise Barbosa Marinho. Os dados são imprescindíveis para que se tenha um bom manejo da irrigação em áreas de experimento ocorridos na FEP.

Em 2018, fevereiro, março e abril foram os meses com os melhores índices.

Sobre a FEP/Unilab
A Fazenda Experimental Piroás (FEP), pertencente à Unilab, foi adquirida em 08 de agosto de 2012. A mesma possui efetivamente 28,2 ha, localiza-se à 17 km do Campus da Liberdade, na localidade de Piroás, distrito de Barra Nova, possuindo as seguintes coordenadas geográficas: 4o 9’19.39’’S e 38o 47’41.48’’O.
Está sob a gerência do Engenheiro Agrônomo e professor do Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR), Lourenço Marreiros Castelo Branco, mestre na área de concentração Irrigação e Drenagem. No ano de 2017, a equipe da FEP era composta por 24 pessoas.
O principal objetivo da FEP é proporcionar a realização das aulas de Práticas Agrícolas (P.A), disciplina inserida no PPC na qual permite o contato/vivência dos discentes do curso de Agronomia com o meio rural para aprendizagem “in loco”. Outros objetivos, de igual relevância são: desenvolvimento de projetos e pesquisas científicas; capacitações/treinamentos e exercer a extensão rural localmente, aproximando a assistência técnica à comunidade e lhes permitindo a aplicação de técnicas rurais para um bom desenvolvimento econômico-social.

Destaque para as Práticas Agrícolas (PA) em campo realizadas pelos docentes e estudantes da Unilab.

Entre algumas das Práticas Agrícolas (P.A) na fazenda, os docentes da Unilab ministraram sobre: identificação das condições edafo-climáticas importantes para o estabelecimento das culturas; noções gerais do funcionamento de um sistema de irrigação; preparo de área e plantio de espécies utilizadas para adubação verde; manutenção do canavial; colheita de milho e feijão e aplicação prática do novo Código Florestal, baseando-se pelo Cadastro Ambiental Rural (CAR).

Estudantes da Unilab colaboram com Zoneamento Participativo do Plano de Manejo da APA Serra de Baturité

Os alunos do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) participaram do Zoneamento Participativo do Plano de Manejo da APA Serra do Baturité, realizado no último dia 13, no Hotel Escola do Instituto Federal do Ceará, em Guaramiranga/CE. A participação ocorreu por meio da disciplina de Ecologia de Organismos e Populações, ministrada pelo professor doutor Jober Sobczak. O evento também contou com a presença de representantes das esferas de ordem científica, pública, empresarial e ONGs como a Aquasis.

A fim de debater sobre as áreas de zoneamentos da APA, as discussões se desenvolveram a partir de três eixos, com o propósito de criar estratégias de conservação para a região: áreas de Proteção e interesse ecológico; área de interesse turístico e recreacional; e área de produção, pesca e extrativismo. Durante o debate, evidenciou-se a importância de preservar o ambiente natural, pois além das mudanças climáticas, o desmatamento local é intenso por meio das monoculturas, loteamentos, implantação de vegetação exótica e agropecuária. A partir disso, foram propostos métodos que contribuam para o uso sustentável da região, como a utilização de sistemas agroecológicos, reflorestamento e a criação de novas áreas de proteção ambiental.

Segundo o estudante Matheus Bessa, “o encontro foi um momento de grande contribuição para a nossa formação, possibilitando uma imersão nos conflitos existentes entre a preservação e desenvolvimento urbano, mesmo que de forma amena”. O discente destacou ainda que a disciplina de ecologia possibilitou com que os alunos se deparassem com as ações antrópicas, locais e globais, especialmente movidas pela ganância. “Interferem na natureza, a exemplo do que ocorre no Maciço, onde se tem a subida da vegetação de caatinga na serra e alteração nos níveis de chuva. O encontro para o zoneamento participativo foi especial para a nossa formação crítica enquanto profissional por fortalecer em nós o pensamento do desenvolvimento não destrutivo, mas pela preservação e cuidado de nossos recursos naturais”, afirmou.

Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão terá primeira sessão ordinária no próximo dia 19

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) terá sua primeira sessão ordinária no próximo dia 19, às 13 horas, na sala de videoconferência do Campus das Auroras, em Redenção/CE.

Na pauta, propostas de resoluções complementares que normatizam o funcionamento do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe); da Câmara de Graduação; da Câmara de Pesquisa e Pós-Graduação; entre outros pontos.

O Consepe é órgão técnico de supervisão e deliberação em matéria de ensino, pesquisa e extensão e tem sua constituição e atribuições previstas nos artigos 21, 22 e 23 do Estatuto da universidade. Para a vice-reitora da Unilab, Andrea Linard, “esse é mais um passo importante do processo de institucionalização da universidade”.

Lançamento do Centro Interdisciplinar de Estudos de Gênero Dandara promoveu o debate crítico e trocas de experiências

Participantes da Comunidade de Itapai/ Redenção-CE

O Centro Interdisciplinar de Estudos de Gênero Dandara (Cieg Dandara) teve suas atividades iniciadas pelo evento de lançamento, ocorrido no último dia 6, realizado pela Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), em parceria com a Prefeitura Municipal de Redenção e o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, em Redenção/CE.
Logo na abertura, o evento cultural com apresentação artística do Grupo Unisons dando boas-vindas aos professores, bolsistas e pesquisadores e jovens da Comunidade de Itapai de Redenção/CE.
Outro momento, a palestra magna envolvendo a temática “A Importância do Debate de Gênero no Ambiente Escolar: Experiências do Projeto Gênero e Diversidade na Escola”, com a professora, doutora em Antropologia Social, e pesquisadora do Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades (NIGS) e do Instituto de Estudos de Gênero (IEG) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e o professor do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA/Unilab), também coordenador do curso de Administração Pública, modo presencial, Pedro Rosas Magrini. 
A atividade de Roda de Conversa: “Cores de Aidê: o protagonismo feminino na arte de tocar tambor” teve a repercussão e participação do grupo de Jovens da Comunidade de Itapaí com a explanação e tira dúvidas da pesquisadora que atua nas temáticas de Antropologia, História, educação, gênero, sexualidade, políticas públicas e religiosidades, Tãmia Welter.
Segundo a coordenadora do projeto CIEG, a professora do Instituto de Humanidades e Letras (IHL/Unilab), Violeta Holanda, o centro tem por objetivo manter as pesquisas científicas e o debate crítico na área de gênero, reunindo pesquisadores em rede local, nacional e internacional. Além de contar com a participação direta de docentes e estudantes dos diversos cursos do Instituto de Humanidades (IH), Instituto de Linguagens e Literatura (ILL) e Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA).

Tãmia Welter, doutora em Antropologia Social e professora da UFSC

Para a membra titular do Conselho de Defesa dos Direitos Humanos do Estado do Ceará, Violeta Holanda, o lançamento do Centro de Pesquisa ocorreu no mês de aniversário das mortes de Dandara dos Palmares, ícone da história e resistência negra no período colonial brasileiro, que não se encaixava nos padrões de gênero que ainda hoje são impostos às mulheres no Brasil”. Como também, de Dandara dos Santos, travesti brutalmente espancada e executada no bairro Bom Jardim, em Fortaleza. O crime teve forte repercussão após o compartilhamento das imagens das agressões nas redes sociais.
“A morte de Dandara traduz atos de violência, intolerância e homofobia praticados cotidianamente contra a população LGBT+ em nosso país”, esclareceu a professora.

Cieg Dandara
O Cieg Dandara dedicar-se aos estudos interdisciplinares das relações de gênero em interface com as relações étnico-raciais, no que tange a construção das subjetividades, das identidades, das memórias, das produções literárias, dos processos formativos, das práticas socioculturais e sociodiscursivas acerca das feminilidades e masculinidades, em uma perspectiva decolonial/pós-colonial e intercultural, além de propor e realizar ações na área de gênero e sexualidades na Unilab. 

Edital tem vagas para professor visitante para o Instituto de Ciências da Saúde

A Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) lançou o edital nº 06/2019, em que oferta seis vagas para professor visitante, brasileiro ou estrangeiro, no Instituto de Ciências da Saúde (ICS). As inscrições ocorrem de 14 a 22 deste mês.

As vagas estão distribuídas da seguinte maneira, de acordo com os setores de estudo: Promoção da Saúde do Adulto e Fundamentos de Enfermagem (3); Promoção da Saúde Sexual e Reprodutiva e Atenção Primária (2); e Promoção da Saúde da Criança e do Adolescente e Atenção Primária (1).

Exige-se diploma de graduação em Enfermagem e título de doutor na área da saúde. O regime é de 40h/DE, com remuneração de R$ 11.561,91.

Avaliação de cursos 2018.1 começa nesta segunda-feira (4)

Nesta segunda-feira (4) terá início a Avaliação de Cursos da Unilab, referente ao semestre letivo 2018.1. A avaliação será realizada por meio do Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa), no qual discentes e docentes serão automaticamente notificados no momento do acesso.

A Avaliação de Cursos da Unilab está sendo realizada sobre a coordenação da Comissão Própria de Avaliação (CPA). A CPA é constituída por membros da comunidade acadêmica e da sociedade civil organizada, entre eles: docentes do quadro efetivo, provenientes das diferentes áreas do conhecimento contempladas na Unilab; representantes do corpo de servidores técnico-administrativos (TAEs); representantes do corpo discente; representantes da sociedade civil organizada.

A expectativa, segundo a CPA, é de que todos os docentes e estudantes participem desta Avaliação de Cursos. Mesmo considerando a instituição recente do processo, tem-se observado uma crescente adesão dos docentes e discentes, com destaque para a participação dos cursos de História (32,9%), Humanidades (33,2%), Matemática (38,2%) e Enfermagem (41,4%) na última edição.

Cabe ressaltar que a Avaliação de Cursos é um pré-requisito para o credenciamento, reconhecimento e acompanhamento periódico da qualidade dos cursos de graduação da Unilab. Esta verificação tem a finalidade de fomentar permanentemente a melhoria da qualidade da educação superior, sendo instituída recentemente como instrumento diagnóstico contínuo e sistemático na universidade, visando o levantamento de dados capaz de dar subsídio para o efetivo processo de gestão acadêmico-pedagógica dos cursos.

Resultados anteriores

Estão sendo estabelecidos ainda os fluxos de informação dos resultados das duas avaliações de curso anteriores no Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas – Sigaa pela Diretoria de Tecnologia da Informação – DTI. Em breve, o acesso será divulgado à comunidade acadêmica (docentes, discentes e coordenações de cursos).

Aguardamos sua participação nesse processo, sendo fundamental para a concretização do ciclo avaliativo na Unilab!

Edital Proppg 01/2019 tem alteração no cronograma

A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Proppg/Unilab) publicou o termo aditivo I ao edital de seleção de projetos para o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica e Tecnológica (BICT/Funcap). O aditivo modifica, entre outros prazos, o prazo de inscrição, que se estende até esta terça-feira (5).

O quantitativo de bolsas ainda será definido pela Funcap. Como nos editais anteriores, as inscrições e o acompanhamento do processo serão realizados através do módulo de pesquisa do Sigaa.

O BICT/Funcap tem por objetivo principal despertar vocação científica e incentivar talentos potenciais entre estudantes de graduação universitária, mediante participação em projeto de pesquisa, orientados por pesquisador qualificado, contribuindo desta forma para a formação científica de recursos humanos para pesquisa ou qualquer outra atividade profissional.

Podem participar do processo os professores e pesquisadores da instituição que atendam aos requisitos deste edital, regido pela chamada pública da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap) Nº 11/2018.

Sobre a plataforma do diretório de grupos de pesquisa

Em contato com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a Unilab foi informada de que a plataforma do diretório de grupos de pesquisa segue apresentando erro e que, até o momento, não há prazo para correção desse comportamento.

Por tal motivo, os proponentes que não comprovarem vínculo a grupos de pesquisa da unilab, bem como aqueles que participam de grupos com status “em preenchimento” e “não atualizado,” não serão prejudicados quanto a homologação de seus projetos nos editais 01 e 02 de 2019 da Proppg.

A orientação é que os líderes de grupo registrem reclamação enviando registro desse erro e a impossibilidade de atualizar os dados do grupo de pesquisa.

Cada líder de grupo deverá enviar email para [email protected], com cópia para [email protected] Na mensagem, deverá informar os dados de referência  (nome, grupo de pesquisa, CPF usado para login) e anexar um print da tela com a mensagem do erro. A partir de então, o próprio CNPq responderá diretamente às pessoas quando a situação sofrer alguma alteração.

Aberto edital para cooperação com África, Ásia e América Latina

Foi divulgado no Diário Oficial da União o Edital Nº 40/2018, referente ao Programa de Cooperação Brasil Sul-Sul, o Coopbrass. O documento torna público a seleção de projetos conjuntos de pesquisa com países da África, da América Latina e Ásia que não tenham acordo de cooperação vigente com a Capes, em todas as áreas do conhecimento, de modo que os benefícios alcancem todas as instituições envolvidas.

O Programa pretende fomentar o intercâmbio entre Instituições de Ensino Superior e Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação brasileiros, nos termos do Decreto 9.283/18, e estrangeiros no âmbito da Cooperação Sul-Sul.

InscriçõesAs inscrições serão gratuitas e admitidas exclusivamente pela internet, mediante o preenchimento do formulário de inscrição e o envio de documentos eletrônicos, dentro dos prazos estabelecidos no Edital. O link de inscrição estará disponível na página do Programa de Cooperação Brasil Sul-Sul até maio de 2019.

Fonte: Brasília – Redação CCS/CAPES