Category: Aluno

Programa PAES divulga resultado final do Ceará (Jan/19)

A Coordenação de Políticas Afirmativas e Estudantis (Coest/Propae) divulgou o resultado final do Programa de Assistência ao Estudante (Paes), relativo a inserção e renovação, janeiro de 2019, referente à Acarape e Redenção (Ceará).
Confira (as informações constam, também, publicados na área do estudante, na aba do PAES):

Ceará: Acarape e Redenção
 
Os Termos de Compromisso serão recebidos a partir desta sexta-feira (15) até dia 19 (terça-feira), na Coest, na Unidade Acadêmica dos Palmares, bloco II, 1º andar, sala 111, nos horários: 8h30 às 11h30 (manhã) e de 13h30 às 16h15 (tarde).
 
A Coeste informa que, conforme edital 05/2018,  a entrega do Termo de Compromisso é condição para ativação no Programa e pagamento do(s) Auxílio(s).  O estudante que não entregar o(s) Termo(s) de Compromisso no prazo de até 30 dias contados da data de publicação do Resultado Final, torna-se-á sem efeito a publicação de seu nome no Resultado Final.

Estudantes da Unilab colaboram com Zoneamento Participativo do Plano de Manejo da APA Serra de Baturité

Os alunos do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) participaram do Zoneamento Participativo do Plano de Manejo da APA Serra do Baturité, realizado no último dia 13, no Hotel Escola do Instituto Federal do Ceará, em Guaramiranga/CE. A participação ocorreu por meio da disciplina de Ecologia de Organismos e Populações, ministrada pelo professor doutor Jober Sobczak. O evento também contou com a presença de representantes das esferas de ordem científica, pública, empresarial e ONGs como a Aquasis.

A fim de debater sobre as áreas de zoneamentos da APA, as discussões se desenvolveram a partir de três eixos, com o propósito de criar estratégias de conservação para a região: áreas de Proteção e interesse ecológico; área de interesse turístico e recreacional; e área de produção, pesca e extrativismo. Durante o debate, evidenciou-se a importância de preservar o ambiente natural, pois além das mudanças climáticas, o desmatamento local é intenso por meio das monoculturas, loteamentos, implantação de vegetação exótica e agropecuária. A partir disso, foram propostos métodos que contribuam para o uso sustentável da região, como a utilização de sistemas agroecológicos, reflorestamento e a criação de novas áreas de proteção ambiental.

Segundo o estudante Matheus Bessa, “o encontro foi um momento de grande contribuição para a nossa formação, possibilitando uma imersão nos conflitos existentes entre a preservação e desenvolvimento urbano, mesmo que de forma amena”. O discente destacou ainda que a disciplina de ecologia possibilitou com que os alunos se deparassem com as ações antrópicas, locais e globais, especialmente movidas pela ganância. “Interferem na natureza, a exemplo do que ocorre no Maciço, onde se tem a subida da vegetação de caatinga na serra e alteração nos níveis de chuva. O encontro para o zoneamento participativo foi especial para a nossa formação crítica enquanto profissional por fortalecer em nós o pensamento do desenvolvimento não destrutivo, mas pela preservação e cuidado de nossos recursos naturais”, afirmou.

Bibliotecas terão funcionamento diferenciado de 14 a 16 de fevereiro

A Biblioteca Setorial Campus dos Malês terá expediente interno nesta quinta-feira (14), devido a uma reorganização de seu layout. A devolução de exemplares poderá ser realizada das 8h às 17h. Outras demandas podem ser enviadas, normalmente, pelo e-mail [email protected] e serão atendidas assim que possível.

Já nesta sexta e sábado (15 e 16/2), o Sistema Pergamum estará em manutenção em todas as bibliotecas do Ceará e Bahia. Portanto, todos os serviços oferecidos pelo Pergamum estarão indisponíveis nesses dias. Os usuários com devoluções para estas datas não sofrerão prejuízos.

Ressaltamos que durante esses dois dias o expediente será normal, permitindo que os usuários tenham acesso ao ambiente da biblioteca para realizarem seus estudos e pesquisas no acervo.

Projeto “Vem jogar mais eu” promove Simpósio Internacional de Capoeira e Manifestações Afrodiaspóricas

Nos dias 20 e 21 (quarta e quinta-feira), o Projeto de Extensão em capoeira “Vem jogar mais eu”, coordenado pelo professor do Instituto de Humanidades (IH/Unilab), Salvio Melo, vai promover a primeira edição do Simpósio Internacional de Capoeira e Manifestações Afrodiaspóricas, nos períodos tarde e noite, na Unidade Acadêmica dos Palmares, em Acarape (CE).
Entre as atividades programada para esta edição de 2019, será a atividade de Mesa de Discussão com a temática: “Filosofia, História, Cosmovisão e suas presenças nas culturas Afrodiaspóricas”, apresentada por Matthias Röhrig Assunção, historiador, com doutorado e mestrado em História e professor da Universidade de Essex, da Inglaterra/Reino Unido. Realiza o ensino e pesquisa sobre História da América Latina e História do Brasil, além das sub-áreas: escravidão, movimentos sociais, Maranhão, cultura afro-brasileira, capoeira e artes marciais do “Atlântico negro”.

Professor Matthias Röhrig Assunção da University of Essex, Inglaterra/RU

Outro participante será Cinézio Feliciano Peçanha, Mestre Cobra Mansa e Cobrinha da Fundação Internacional de Capoeira de Angola (FICA), vinculado à Universidade Federal da Bahia (UFBA). É graduação em Educação Física pela Universidade Católica do Salvador e mestre de capoeira angola formado por Mestre Moraes e estudante no Doutorado Multi-Institucional e Multidisciplinar em Difusão do Conhecimento (DMMDC/UFBA).

Foto divulgação: Mestre Cobra Mansa (com berimbau e touca) em uma roda de capoeira

Além destes, outros docentes das universidades do Ceará, comunidade acadêmica e público em geral participaram das atividades de Conferência, Roda de Conversa, Roda de Capoeira e apresentações artísticas.
Dia 20 (16h) – Mesa de Abertura: Capoeira, Religiões de Matriz Africana: Cosmovisão, Ancestralidade e Conhecimento
Conferência: (18h40) – Capoeira: História, Memória e Ancestralidade
Atividade Cultural (20h50)
Dia 21 (15h) – Mesa: Filosofia, História, Cosmovisão e suas Presenças na Cultura Afro Diaspórica
Roda de conversa com Mestres (18h40)
Encerramento – Roda de Capoeira Angola
 Clique aqui para conferir programação completa:

Unilab abre edital para chamada de espera com 168 vagas para ingresso no período letivo 2019.1

A Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) lançou o edital de convocação para chamada da lista de espera destinada ao preenchimento de 168 vagas remanescentes nos cursos de graduação da Unilab. Desse total, 106 estão destinadas para o Campus da Liberdade, Campus das Auroras e Unidade Acadêmica dos Palmares, no Ceará, e 62 para o Campus dos Malês, na Bahia. Todas as vagas são para ingresso no período letivo de 2019.1.

A chamada de lista de espera de que trata este edital consistirá no aproveitamento de vagas remanescentes da chamada regular da primeira edição do Sistema de Seleção Unificada (SiSU) 2019.1, relativo ao edital 02/2019. Só podem concorrer às vagas os candidatos que tenham concluído o ensino médio e que tenham efetuado manifestação de interesse na lista de espera do SiSU 2019.1.

O edital prevê a possibilidade de duas chamadas (ver cronograma no edital
anexo), a segunda só ocorrerá mediante disponibilidade de vagas e interesse da
administração. Esta última acontecendo, será realizada na modalidade de chamada
pública com a convocação de três vezes o número de vagas restantes.

A convocação e classificação para chamada da lista de espera terá validade exclusivamente para a pré-matrícula/matrícula com ingresso em 2019.1, em cursos de graduação presencial da Unilab, no Campus da Liberdade e Unidade Acadêmica dos Palmares, no Ceará, e no Campus dos Malês, na Bahia, dentro do limite de vagas.

Confira as listas aqui!i

Lançamento do Centro Interdisciplinar de Estudos de Gênero Dandara promoveu o debate crítico e trocas de experiências

Participantes da Comunidade de Itapai/ Redenção-CE

O Centro Interdisciplinar de Estudos de Gênero Dandara (Cieg Dandara) teve suas atividades iniciadas pelo evento de lançamento, ocorrido no último dia 6, realizado pela Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), em parceria com a Prefeitura Municipal de Redenção e o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, em Redenção/CE.
Logo na abertura, o evento cultural com apresentação artística do Grupo Unisons dando boas-vindas aos professores, bolsistas e pesquisadores e jovens da Comunidade de Itapai de Redenção/CE.
Outro momento, a palestra magna envolvendo a temática “A Importância do Debate de Gênero no Ambiente Escolar: Experiências do Projeto Gênero e Diversidade na Escola”, com a professora, doutora em Antropologia Social, e pesquisadora do Núcleo de Identidades de Gênero e Subjetividades (NIGS) e do Instituto de Estudos de Gênero (IEG) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e o professor do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA/Unilab), também coordenador do curso de Administração Pública, modo presencial, Pedro Rosas Magrini. 
A atividade de Roda de Conversa: “Cores de Aidê: o protagonismo feminino na arte de tocar tambor” teve a repercussão e participação do grupo de Jovens da Comunidade de Itapaí com a explanação e tira dúvidas da pesquisadora que atua nas temáticas de Antropologia, História, educação, gênero, sexualidade, políticas públicas e religiosidades, Tãmia Welter.
Segundo a coordenadora do projeto CIEG, a professora do Instituto de Humanidades e Letras (IHL/Unilab), Violeta Holanda, o centro tem por objetivo manter as pesquisas científicas e o debate crítico na área de gênero, reunindo pesquisadores em rede local, nacional e internacional. Além de contar com a participação direta de docentes e estudantes dos diversos cursos do Instituto de Humanidades (IH), Instituto de Linguagens e Literatura (ILL) e Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA).

Tãmia Welter, doutora em Antropologia Social e professora da UFSC

Para a membra titular do Conselho de Defesa dos Direitos Humanos do Estado do Ceará, Violeta Holanda, o lançamento do Centro de Pesquisa ocorreu no mês de aniversário das mortes de Dandara dos Palmares, ícone da história e resistência negra no período colonial brasileiro, que não se encaixava nos padrões de gênero que ainda hoje são impostos às mulheres no Brasil”. Como também, de Dandara dos Santos, travesti brutalmente espancada e executada no bairro Bom Jardim, em Fortaleza. O crime teve forte repercussão após o compartilhamento das imagens das agressões nas redes sociais.
“A morte de Dandara traduz atos de violência, intolerância e homofobia praticados cotidianamente contra a população LGBT+ em nosso país”, esclareceu a professora.

Cieg Dandara
O Cieg Dandara dedicar-se aos estudos interdisciplinares das relações de gênero em interface com as relações étnico-raciais, no que tange a construção das subjetividades, das identidades, das memórias, das produções literárias, dos processos formativos, das práticas socioculturais e sociodiscursivas acerca das feminilidades e masculinidades, em uma perspectiva decolonial/pós-colonial e intercultural, além de propor e realizar ações na área de gênero e sexualidades na Unilab. 

Seminário enfoca a Venezuela e a retórica do Império, Neocolonialismo e Democracia

Ocorre nesta quinta-feira (14) o seminário “A Retórica do Império, Neocolonialismo e Democracia na África e América Latina: O Caso da Venezuela”, com o objetivo de discutir a crise política e econômica na Venezuela, privilegiando a análise do papel dos Estados Unidos na América Latina e na África do ponto de vista da construção histórica e sociológica. Será às 14h, no auditório do bloco administrativo, Campus da Liberdade, em Redenção/CE. Haverá certificação de quatro horas.

Participam o professor Sebastião André Alves (organizador do evento) e os estudantes Alexandrino Moreira (Mestrado), André Lopes Júnior (Sociologia); Wilson Sanca (Antropologia) e Policarpo Caomoque (Sociologia).

Os amparos teóricos do seminário são Raymond Aron, “Paz e Guerra entre as Nações”, e Hans Morgenthau, “A Política entre as Nações – A Luta pelo Poder e pela Paz”.

O evento é promovido pelo projeto de extensão O Poder Global em Cena: Os Desafios do Desenvolvimento e da Democracia na África e na América Latina e pelo curso de Sociologia. O evento é organizado pelo professor Sebastião André Alves.

Roda de conversa debate fundamentalismo religioso cristão no Brasil

Com destaque para o tema do fundamentalismo religioso cristão no Brasil, será realizada a roda de conversa “Embates e desafios para a ciência, direitos humanos e cidadania”, nesta sexta-feira (15), das 18h30 às 21h30, no térreo da Unidade Acadêmica dos Palmares II, na Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab).  

A roda de conversa é uma atividade da disciplina Religiosidades e Espiritualidades para Educação da Cidadania, do curso de Pedagogia, e tem por objetivo avaliar o impacto, no fazer científico, direitos humanos e construção da cidadania, do fundamentalismo religioso cristão instalado no Brasil para o fazer científico. O evento contará com a problematização professores Ruben Franklin (Assembleia de Deus) e Patrício Araújo (Candomblé), da Unilab, e professora Celecina Sales (Igreja Católica), da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Divulgado resultado preliminar do Paes (Jan/19) do Ceará e da Bahia

A Coordenação de Políticas Afirmativas e Estudantis (Coest/Propae) divulgou o resultado preliminar do Programa de Assistência ao Estudante (Paes), relativo a inserção e renovação, janeiro de 2019, Acarape e Redenção (Ceará) e São Francisco do Conde (Bahia).

Confira:

Acarape – CERedenção – CE

São Francisco do Conde – Bahia

Os recursos serão recebidos nos dias 12 e 13 de fevereiro, no seguinte local e horário:

Ceará – Coest, Unidade Acadêmica dos Palmares, bloco II, 1º andar, Sala 111, das 8h30 às 11h30 e das 13h15 às 16h15.

Bahia – SEACE, Campus dos Malês, de 8h30 às 11h30 e de 13h30 às 16h15 .

A coordenação informa que não será aceita a anexação de documentos aos formulários de recurso.

Mesa-redonda promove socialização sobre elaboração de TCCs do Bacharelado em Humanidades

Nesta quinta-feira (14), a partir das 14h, na sala 310 da Unidade Acadêmica dos Palmares, bloco II, acontecerá a mesa-redonda “Trabalho de conclusão de curso do Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades: escrita e relatos de experiência de estudantes egressos”. A atividade tem como objetivo promover a socialização da elaboração dos trabalhos de conclusão de curso do BHU entre os estudantes que já produziram seus projetos e os estudantes que ainda estão em processo de escrita científica.  

O evento será promovido pelo Programa Pulsar – Orientação e Acompanhamento Acadêmico do curso Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades. De acordo com os tutores juniores organizadores – Tiago Morais, Nhima Baldé, Moises Correira -, a atividade busca, sobretudo, realizar uma aproximação entre os estudantes, promovendo uma socialização do encaminhamento do processo de escrita dos trabalhos finais.

Haverá emissão de certificação de participação.