Category: Paises Parceiros

Nota em solidariedade às vítimas do ciclone tropical Idai

Na última sexta-feira, o ciclone tropical conhecido como Idai alcançou o leste do Zimbábue causando severos problemas, e afetando também regiões de Moçambique e Malauí. Muitos dos locais atingidos encontram-se sem energia e sem comunicação. Além de enchentes e destruição, somam-se mais de 30 mortos, e várias dezenas continuam desaparecidos.  Diante das graves notícias, a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), que em sua atuação busca contribuir para a cooperação entre nações, notadamente do continente africano, vem externar seu pesar e reafirmar solidariedade a todas as vítimas do desastre.

Próximo domingo (17), o Torneio de Futsal, organizado pela ASEA/BA, realizará mais uma rodada entre equipes.

Neste domingo (17), acontecerá mais uma rodada de jogos entre as equipes dos cursos de Ciências Sociais e de Relações Internacionais, da nova temporada do Torneio de Futsal 2019, organizado pelo Departamento de Esporte e Lazer da Associação de Estudantes e Amigos da África (ASEA/Unilab/Ba), começou no mês passado, dia 03 e tem previsão de termina no domingo (24). 
Durante este semestre, o curso de Relações Internacionais, do Campus do Malês/BA, entrou para defender o título conquistado no semestre passado. Até momento, apenas dois cursos garantiram a passagem para semifinal, a equipe do curso de Ciências Sociais com a de Relações Internacionais , totalizando 8 pontos. Ambas vão jogar no próximo domingo (17), para decidir o primeiro lugar do grupo e outras duas vagas já foram decididas.
A temporada de 2019 está com o torneio está mais disputado em relação ao semestre passado, apesar de poucas equipes estarem ganhando com resultados que levaram ao empate.

Campeonato de Futsal 2019, com participação de estudantes de diversos cursos do Campus dos Malês/BA.

Em 2016, no torneio de “25 de Maio”, a ação passou a contar com participação de um time da comunidade são-franciscana e da igreja evangélico da Batista Shalom, com o objetivo de promover a ampla mobilização dos estudantes universitários e a comunidade da região em torno do esporte principalmente do futsal. Assim como fortificar laços de amizade e integração entre eles. Também pretendemos sensibilizar os estudantes e a comunidade externa sobre a importância da pratica esportiva na melhoria da nossa saúde mental e física.
Entres os estudantes que se destacam neste campeonato, Yuran, jogador do curso de Letras está liderando a lista de melhores marcadores, com a soma de oito gols, seguido pelos estudantes: Fernando, da Pedagogia; Nemésio, de Relações Internacionais e Magno, de História, todos com quatro gols.

Torneio de Futsal do Malês, novas conquistas, novas participações e o valor da participação.

Sobre o torneio e a Associação
O departamento de Esporte e Lazer da Associação de Estudantes e Amigos da África (ASEA, desde a sua criação, vem organizando torneios de futsal entre estudantes de diferentes nacionalidades que compõem a Unilab da Bahia.
Esses eventos são como forma de celebrar as independências dos países que fazem parte do projeto Unilab, nomeadamente: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe, como também, para comemorar o Dia da África (25 de maio).

PROEX abre edital para propostas de ações artístico-culturais e técnico-científicas na Unilab em 2019/2020

Está aberto o Edital Artista na Unilab, onde a universidade convida toda a comunidade, artistas e produtores dos vários segmentos e linguagens (teatro, dança, música, literatura, artes visuais, audiovisual, artesanato, circo, tradição, artes integradas), a participarem das atividades culturais programadas para o exercício de 2019/2020.

O edital visa receber propostas para compor a programação cultural do IV Festival das Culturas da Unilab, assim como do Unilab Cultura e demais atividades da Coordenação de Arte e Cultura (CAC) nos Campi da Unilab no Ceará, assim como na Unidade Acadêmica dos Palmares e o Campus dos Malês, em São Francisco do Conde, na Bahia, ao longo de um ano. Podem concorrer ações voltadas para as mais diversas formas de expressão artística e cultura e, neste ano, o edital inclui também a linguagem técnico-científica, ligada ao segmento Desenvolvimento Artístico-Técnico-Científico.

Os interessados em participar da Chamada Pública deverão entregar virtualmente à Coordenação da Arte e Cultura CAC-PROEX, por meio de Formulário Eletrônico até o dia 31/03. A divulgação do primeiro resultado da seleção da programação será no dia 19/04, conforme o cronograma do Edital da Chamada Pública nº 03/2019.

Confira aqui o Edital.

Grupo Nzinga de Capoeira Angola realiza encontro no Campus dos Malês

Em língua changana a expressão “Ntlhangano Culturas” pode ser traduzida por encontro de Culturas e expressa o trabalho que o grupo Nzinga de Capoeira Angola tem realizado ao longo de seus 23 anos de existência. Situado em várias cidades do Brasil e do mundo (Argentina, México, Alemanha, Estados Unidos, Japão e Moçambique), há dez anos atua na cidade de Maputo, Moçambique. Pela linguagem da capoeira angola tem-se estabelecido um intercâmbio entre Brasil e Moçambique através do qual se é possível acessar uma série de conhecimentos tradicionais. Neste encontro será discutido o impacto do trabalho do grupo em Maputo, que ao longo dos anos tem realizado tanto eventos de capoeira, como variados projetos a exemplo do “Mandinga em sala de aula” (que firmava parceria com professores da Educação Básica),  bem como a visão dos participantes do grupo sobre o Brasil a partir desse contato com a capoeira.  A conversa será conduzida por Fernando Alfredo Malovane e Emilton João Dzonzi, coordenadores do núcleo Nzinga – Maputo e contará com a participação de pessoas dos demais núcleos do grupo. A atividade tem também o apoio e participação dos integrantes do projeto Vadiação – Vivências artísticas e intervenções pedagógicas afro-brasileiras.

A atividade é organizada pelo Grupo AnDanças, coordenado pelas professoras Elizia Cristina Ferreira e Lia Laranjeiras. Não é necessário inscrever-se, informações através do email [email protected]

O grupo Nzinga de Capoeira Angola forma parte do  Instituto Nzinga de Estudos da Capoeira Angola e Tradições educativas Banto no Brasil. Há treze anos o núcleo de Salvador realiza a campanha “Iemanjá protege quem protege o mar” em torno das comemorações do 02 de fevereiro. Esse evento inclui roda de capoeira angola no dia da festa, entrega de presente para as nkisis e também discussão em torno das questões ambientais, raciais e da cultura afro-brasileira.

O evento acontecerá na quadra do Campus dos Malês, nesta segunda-feira (4), a partir das 14h.

“Juventude guineense: unidos pelo conhecimento e transformação social” é tema de Conferência no Ceará

Com o lema “Juventude guineense: unidos pelo conhecimento e transformação social”, acontecerá a terceira edição da Conferência Internacional Dos/as Estudantes Guineenses de Ciências Humanas, nos dias 12, 13 e 14 , no campus a Liberdade, em Redenção/CE.

Os interessados em participar do evento deverão preencher o Formulário Eletrônico.

O evento é aberto e nasceu da inquietação dos estudantes sobre diversos assuntos/temáticas nas salas de aulas, visto que a nossa área carece, ou melhor, necessita de um laboratório como as ciências biológicas, decidimos criar esse espaço que serve para nos alavancar no nosso dia-a-dia acadêmico, onde podemos trocar ideias, impressões e crescermos juntos.

Tem como principal objetivo discutir aquelas temáticas que sempre nos deixam com muita inquietação, tanto no âmbito internacional assim como local (referindo o caso concreto da Guiné-Bissau). Por outro lado, o evento nos proporciona/rá uma compreensão do campo das Ciências Humanas, a sua importância e perspectivas de atuação concretas para os recém-formados na área. Nesse sentido, espera-se fazer o possível para que os assuntos programados sejam discutidos e compreendidos de maneira mais eficaz.

A terceira edição conta com o apoio do Instituto de Humanidades (IH), da Coordenação da Licenciatura Plena em História, da Pró-Reitoira de Extensão, Arte e Cultura (Proex/Unilab) e do grupo cultural Firkidja Di No Campada.

Para os interessados que não moram no Maciço de Baturité, é importante apontar que todas as atividades serão transmitidas ao vivo através do link: https://conferenciaweb.rnp.br/webconf/unilab_sl01.

Confira a Programação!

Instruções:De preferência, o link deverá ser aberto no navegador Mozila Firefox e, após a abertura, aparecerá uma janelinha indicando que seja colocado o nome completo e clicar no “Entrar”. Depois desses procedimentos, poderá assistir tranquilamente a Conferência.

Unilab e UFC se destacaram no IX CINABEH

“Diversidade Sexual, Gênero e Raça: Diálogos Brasil-África” foi o tema da IX CINABEH | Foto: Luciano Morais
Em novembro, e a Unilab, juntamente com a ABEH e a Universidade Federal do Ceará (UFC), promoveu a nona edição do Congresso Internacional de Estudos Sobre a Diversidade Sexual e de Gênero da Associação Brasileira de Estudos da Homocultura (CINABEH), que aconteceu pela primeira vez no Ceará.
A temática apresentada trouxe a “Diversidade Sexual, Gênero e Raça: Diálogo Brasil-áfrica” como foco de pesquisas, apresentações e palestras aos participantes do evento e interessados nas temática. De acordo com a organização, estiveram presente aos equipamentos (Centro de Convivências da UFC e Centro Cultural Dragão do Mar) em Fortaleza/CE, cerca de 2135 pessoas nas atividades realizadas durante os três dias.
Apresentação do projeto de extensão Vozes D’África, coordenado pela professora Artemisa Odila e vinculado à Proex/Unilab
O congresso reuniu pesquisadores de universidades públicas federais, estaduais e particulares atuando na área de estudos sobre gêneros e diversidade sexual, como também estudantes dos campi da Unilab da Bahia (Campus dos Malês) e do Ceará (Campus da Liberdade, Auroras e Unidade Acadêmica dos Palmares), além dos monitores e congressistas.
A Associação Brasileira de Estudos da Homocultura (ABEH), presidida pela professora do Instituto de Humanidade (IH/Unilab) e doutora em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC), Luma Nogueira de Andrade, pesquisadora do gênero feminino e sexualidade.
Participação de pesquisadores brasileiros e de outros países na exposição da temática | Foto: Luciano Morais
Além de conferências com palestrantes internacionais, o evento trouxe simpósios temáticos, exposição de banners, apresentações artísticas, debates e uma programação artístico-cultural com as mais variadas linguagens: música, artes cênicas, artes visuais e audiovisual. A Pró-Reitoria de Extensão Arte e Cultura (Proex/Unilab) colaborou com a realização da programação artística através dos grupos formados em projetos e programas de extensão da Unilab, como o Grupo Unisons e o Vozes D’África.
Apresentação do Grupo Unisons, resultado do projeto de extensão “Performance da Cultura Afrodescendente – Uniculturas”,  vinculado à Proex/Unilab e coordenado pelo professor do IH. Ricardo Nascimento.
A vice-reitora e professora do Instituto de Ciências Exatas e da Natureza (Icen), Andrea Linard, esteve presente na Conferencia de Abertura do CINABEH falando da importância da apresentação das pesquisas desenvolvidas e produzidas no âmbito da ABEH, das quais a Unilab tem “o compromisso de combater qualquer forma de discriminação”, declarou a docente e enfermeira.
Representantes da Unilab e congressistas do IX CINABEH | Foto: Luciano Morais
Na conferência de encerramento a professora do Instituto de Ciências da Saúde (ICS) e pró-reitora de Extensão Arte e Cultura (Proex/Unilab), Rafaella Pessoa parabenizou a realização do evento e o protagonismo de estudantes, técnicos e docentes da universidade pela iniciativa. Segundo a avaliação dos participantes e apoiadores das causas, o evento superou as expectativas e objetivos estabelecidos.

Alunos da Unilab participam de Conferência Latinoamericana e Caribenha de Ciências Sociais e Fórum Mundial do Pensamento Crítico

Entre os dias 18 e 23 de novembro, três alunos da Unilab participaram da 8ª Conferência Latino-americana e Caribenha de Ciências Sociais. Os eventos aconteceram em Buenos Aires, Argentina.
Em sua oitava edição, a Conferência também foi, este ano, palco do 1º Fórum Mundial do Pensamento Crítico – um espaço amplo, plural e aberto, com contribuições de líderes mundiais dos mais diversos campos teóricos e disciplinares, além de ativistas e líderes de movimentos sociais.
Na ocasião, os pesquisadores da Unilab apresentaram dois trabalhos frutos das discussões do componente curricular “Estudos Pós-Coloniais e Decoloniais”, ministrado pela professora Vera Rodrigues.

Com a ideia de elaborar um estudo que capta os enfrentamentos e estratégias da comunidade acadêmica na garantia de uma política educacional embasada nos direitos humanos e diversidade etnicorracial, o artigo “Unilab: um projeto educacional afro latino-americano” foi apresentado no evento. O resumo foi de autoria dos discentes de Antropologia da Unilab, Antonio Jeovane da Silva Ferreira e Alexandre dos Santos Rocha, além da professora Vera Regina Rodrigues. Neste eixo, uma das ênfases foi a adoção da política afirmativa para o ingresso de quilombolas na Unilab, pioneira no estado do Ceará.
Entre seus objetivos, o trabalho teve a preocupação de evidenciar o papel da Unilab na conjuntura nacional e internacional, além de abranger a relação entre democracia e direitos sociais e enfatizar a luta dos movimentos sociais.

“O papel da Unilab na formação dos primeiros antropólogos de Guiné-Bissau” foi o segundo resumo apresentado na conferência. De autoria das estudantes Auriane Ferreira de Sousa e Natividade Maria Beia, o trabalho destaca a importância do movimento de internacionalização que tem acontecido nas instituições de ensino superior.
Uma das intenções da pesquisa foi examinar as políticas de integração curricular para o ensino superior produzidas contemporaneamente no Brasil, tendo como foco analítico a Unilab.

Núcleo de Línguas abre inscrições para curso “Ambientação Linguística e Cultural”

O Núcleo de Línguas, por meio do Programa Idiomas sem Fronteiras, está com inscrições abertas para o curso “Ambientação Linguística e Cultural”, exclusivamente para estudantes internacionais. As inscrições podem ser feitas de 7 a 13 de dezembro, pelo e-mail [email protected], conforme ficha de inscrição.
O curso acontecerá entre os dias 17 e 20 de dezembro, das 13h30 às 17h30, no Campus das Auroras, em Redenção/CE.
Em caso de dificuldades para efetuar a inscrição, o interessado deve se dirigir à Coordenação do Núcleo de Línguas, localizado no Campus das Auroras, Sala 310, Bloco C, de segunda à sexta-feira, das 14h às 17h.

Unilab participa da organização da II Escola de Verão, em Moçambique, e envia professores ao evento

Representantes do MU-CONSAN CPLP de cada país.
A Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira (Unilab) esteve na organização da II Escola de Verão do MU-CONSAN-CPLP: uma abordagem metodológica na perspectiva territorial, em Tete, Moçambique, entre os dias 14 e 18 de novembro.
A Escola de Verão ocorreu no âmbito do projeto “Fortalecimento do Ensino, Pesquisa e Extensão para a Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e na Unilab”, coordenado pela Pró-Reitoria de Relações Institucionais (Proinst/Unilab), por meio de convênio com o Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações do Brasil (MCTIC/SEPED/DEPIS).

Os professores Jaqueline Sgarbi e Pedro Acosta Leyva, coordenadora e vice-coordenador do projeto, além da professora Fernanda Schneider, membro da equipe e da especialização EAD em Soberania e Segurança Alimentar, representaram a Unilab. Estiveram presentes no evento pesquisadores de Angola, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Brasil, Portugal, Cabo Verde, estudantes da UniZambeze e demais convidados locais de Moçambique.
O Mecanismo de Facilitação da Participação das Universidades no Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (MU-Consan-CPLP) e a Universidade Zambeze (UniZambeze), de Moçambique, também estavam na organização do evento, que teve como objetivo fortalecer o trabalho do MU-Consan-CPLP, compartilhando e qualificando os trabalhos de soberania e segurança alimentar e nutricional, ao mesmo tempo em que promove a coesão da Rede de Pesquisa em Sistemas Agroalimentares dos países de língua portuguesa.
Equipe de professores vai a campo.
Como resultado, obteve-se o fortalecimento dos processos de cooperação em rede de pesquisadores da CPLP, por meio de um debate que contribuiu na construção de uma proposta metodológica com foco nos territórios. Além de atividades realizadas na Unizambeze, o grupo se deslocou a duas comunidades rurais (Mualadzi e Benga) na província de Tete, viabilizando a construção de propostas e debates, com base em uma realidade concreta.
Os pesquisadores do Brasil estiveram também na Unizambeze, na cidade de Beira, dialogando com a comunidade acadêmica local com ênfase na criação de Cursos EAD de Especialização em Segurança Alimentar e Nutricional e parcerias para projetos futuros.
Ao final do evento foi redigida a Carta de Tete, que apresenta posicionamento e propostas do MU-CONSAN-CPLP e dos participantes do evento para a construção da soberania e segurança alimentar e nutricional na CPLP.
Saiba mais sobre a Escola de Verão.

Seminário de Ambientação Acadêmica (Samba) acontece de 3 a 5 de dezembro, no Ceará e na Bahia

Com o objetivo de dar boas vindas aos estudantes e cuidar para que se sintam acolhidos, ao longo de três dias, a Unilab vai promover o Seminário de Ambientação Acadêmica (Samba). De 3 a 5 de dezembro, os campi do Ceará e da Bahia vão receber os alunos brasileiros e estrangeiros ingressantes, também com a ideia de apresentar a universidade e seus setores.
No Campus da Liberdade, em Redenção/CE, a programação da segunda-feira (3) começa às 9h30, com uma mensagem de boas vindas dos tutores do Programa de Acolhimento e Integração de Estudantes (PAIE) e bolsistas do Observatório da Vida Estudantil (Observe). Na sequência, haverá atividade cultural e a conferência de abertura “Unilab: Integração Nacional e Interiorização do Ensino”, com o professor Carlos Subuhana.
Na quarta-feira (5), às 16h30, o Diretório Central Estudantil (DCE) e demais representações de movimentos estudantis farão a acolhida aos ingressantes e explicarão a importância da organização discente na universidade. Em seguida, haverá uma calourada, no Pátio do Campus da Liberdade.
Ainda no dia 5, das 11h às 13h30, o Restaurante Universitário do Campus da Liberdade vai ser palco do Samba – Movimenta, que acontece numa parceria entre Pró-Reitoria de Extensão, Arte e Cultura (Proex) e Pró-Reitoria de Políticas Afirmativas e Estudantis (Propae). Vozes Universitárias: Festival de Karaokê é uma atividade relacionada ao Projeto Unilab Cultural.
As atividades na Unilab/Ceará incluem, ainda, círculos de chegada, exibição de documentário, roda de conversa, apresentação de setores da universidade e atividades organizadas pela Proex.
Enquanto isso, na Bahia, o Samba recebe cerca de 50 novos estudantes e tem início também na manhã do dia 3, às 9h, com uma palestra da mestra em Políticas Sociais e Cidadania, pela Universidade Católica de Salvador, Osmaria Rosa Souza. Em seguida, serão apresentados setores e seções do Campus dos Malês, em São Francisco do Conde/BA, entre eles: Seção de Políticas Estudantis, Centro Acadêmico, Programas e DCE, Seção de Graduação, Biblioteca, Seção de Extensão, Arte e Cultura.
Na terça-feira (4), serão apresentados o Setor Interdisciplinar de Atenção à Subjetividade e as Seções de Registro e Controle Acadêmico e de Políticas Estudantis. No último dia (5), é a vez da Seção de Relações Internacionais, Setor de Saúde e Restaurante Universitário. O Samba na Bahia também reúne apresentações culturais.
Confira a programação completa do Samba no Ceará e na Bahia.