Category: Reitoria

Edital tem vagas para professor visitante para o Instituto de Ciências da Saúde

A Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) lançou o edital nº 06/2019, em que oferta seis vagas para professor visitante, brasileiro ou estrangeiro, no Instituto de Ciências da Saúde (ICS). As inscrições ocorrem de 14 a 22 deste mês.

As vagas estão distribuídas da seguinte maneira, de acordo com os setores de estudo: Promoção da Saúde do Adulto e Fundamentos de Enfermagem (3); Promoção da Saúde Sexual e Reprodutiva e Atenção Primária (2); e Promoção da Saúde da Criança e do Adolescente e Atenção Primária (1).

Exige-se diploma de graduação em Enfermagem e título de doutor na área da saúde. O regime é de 40h/DE, com remuneração de R$ 11.561,91.

Ouvidoria da Unilab tem reestruturação e desenvolverá novas atividades

Espaço para manifestações da comunidade interna (estudantes, professores, técnico-administrativos e terceirizados) e externa, a Ouvidoria da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) é uma “ponte” entre os cidadãos e a Administração Pública. Atuante desde dezembro de 2015, o setor completou 3 anos em dezembro de 2018 e agora conta com o reforço de mais uma servidora, a assistente administrativo Adriana Melo.

Para o ouvidor, José Maria
Nogueira, ter mais uma pessoa trabalhando na Ouvidoria favorecerá a execução de
mais atividades importantes. “A equipe ganhou esse reforço e vai ter uma
atuação mais ampla, fazendo outros aspectos de ouvidoria que não vinha
conseguindo fazer, como a Carta de Serviços do Cidadão. Queremos colocar um
documento interativo online até o meio do ano”, destaca.

A Carta de Serviços do
Cidadão é um documento onde o público interno ou externo poderá saber
exatamente onde terá acesso ao serviço de que precisa, como um guia. No caso da
universidade, se o usuário precisar tirar o diploma, por exemplo, a carta indicará
o local ao qual deverá se dirigir.

Outras atividades
desenvolvidas pelo setor a partir de agora serão a realização de um seminário
sobre assédio moral, em parceria com o Governo do Estado, e divulgação do papel
da Ouvidoria, para que o setor possa ser cada vez mais demandado pelos públicos
interno e externo.

Número
de atendimentos crescente

A Ouvidoria é um serviço
disponibilizado pela Unilab para promover a efetiva comunicação entre o/a
manifestante e os diversos órgãos da Universidade, recepcionando e encaminhando
denúncias, reclamações, solicitação, sugestões e elogios da comunidade universitária
e da sociedade em geral. O setor recebe e dá o devido tratamento a 5 tipos de
manifestações: sugestões, elogios, solicitações, reclamações e denúncias. Além
de encaminhar as questões aos setores competentes, o órgão analisa, orienta,
acompanha as providências e assegura um retorno ao solicitante.

Nos últimos três anos, observa-se um número crescente de atendimentos
realizados pela Ouvidoria relativo ao atendimento pelo Sistema de Ouvidorias do
Poder Executivo Federal (E-Ouv) e à Lei de Acesso a Informação (LAI), pelo
E-sic.

Como buscar a Ouvidoria?

O atendimento pode ser feito presencialmente, em sala situada no
Bloco Administrativo do Campus da Liberdade, em Redenção/CE, ou pelo e-mail
[email protected], sendo garantido o sigilo da identificação. As
manifestações também podem ser enviadas pelo Sistema de Ouvidorias do Poder
Executivo, da Ouvidoria-Geral da União (OGU), vinculada ao Ministério da
Transparência e Controladoria-Geral da União, neste link.

Além disso, ela pode identificar melhorias e propor mudanças,
contribuindo para o aperfeiçoamento dos serviços prestados, e apontar situações
de irregularidades na instituição.

A Ouvidoria não tem o poder de investigação, entretanto, tem
autonomia para conduzir o registro e encaminhamento das manifestações, sendo um
canal de harmonização. “Nos casos de sugestão, elogio, solicitação e
reclamação, recebemos o contato e encaminhamos aos setores competentes. Já nos
casos de denúncia, nós registramos e fazemos uma triagem. Se a matéria for
ligada a um servidor, enviamos à Comissão de Ética, que avaliará se há algum
recorte ético na questão. Em havendo, ela resolve. Caso contrário, ela devolve
à Ouvidoria e encaminhamos para a Corregedoria. Qualquer outro tipo de
denúncia, repassamos diretamente para a Corregedoria”, explica o ouvidor José
Maria a respeito da condução dos processos.Ouvidor: José
Maria Silva NogueiraAtendimento:
Pessoalmente, e-mail, Sistema de Ouvidorias do Poder ExecutivoContato: [email protected]ção:
Campus da Liberdade – Bloco Administrativo

Conselho de Reitores das Universidades Cearenses (Cruc) tem nova diretoria

Eleição e posse da nova diretoria do Cruc

Na última sexta-feira (16), a Unilab, representada pela Vice-Reitora pro tempore, Andrea Gomes Linard, participou da primeira reunião deste ano do Conselho de Reitores das Universidades Cearenses (Cruc), na sede da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece), em Fortaleza/CE, com a pauta da agenda, a eleição e posse da nova diretoria da entidade.
Foram empossados, para o mandato do período de janeiro de 2019 a janeiro de 2020, de acordo com os critérios previstos no Estatuto CRUC, os seguintes reitores: como presidente, Fabianno Cavalcante de Carvalho, reitor da Universidade Estadual Vale do Acarú (UVA), substituindo o professor Patrício Melo, reitor da Universidade Regional do Cariri (Urca) e o novo vice-presidente, Dr. Jackson Sampaio, reitor da Universidade Estadual do Ceará (Uece).

Nova diretoria do Cruc: presidente, Fabianno de Carvalho, reitor da UVA e o vice-presidente, Dr. Jackson Sampaio, reitor da Uece

Além da Unilab, esteve presente, o Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação e Inovação do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), José Wally Mendonça Menezes, representando o reitor Virgílio Araripe.
Na ocasião, o ex-presidente do Cruc, Patrício Melo, parabenizou o retorno de Inácio Arruda ao cargo de secretário da Secitece. O atual secretário fez um pedido aos representantes das Instituições de Ensino Superior (IES) para que realizem uma maior integração entre as universidades e os centros/faculdades particulares, além de sugerir que os centros universitários participem das reuniões com direito a fala.

Representantes das IEs do Ceará participam da primeira reunião do colegiado em 2019

Para a professora do ICS/Unilab e vice-reitora da Unilab, Andrea Linard, o Cruc, mediante o apoio da Secitece, busca, em suas reuniões periódicas, apresentar e discutir temas que sejam comuns às IEs, como: a expansão do ensino superior, as dificuldades financeiras que perpassam as gestões, compartilhar experiências exitosas que podem ser replicadas no Ensino, Pesquisa e Expansão, como também, buscar captação de recursos para bolsas e firmar acordos de cooperação que favoreçam às universidades em ações no âmbito nacional e internacional. No expediente também acontece o planejamento de novos cursos para evitar duplicação destes na mesma região e implementação de ações em conjunto com temas relevantes, necessários e atuais, gerando assim, o fortalecimento da representatividade do conselho em outros conselhos que tem assento.
Nesta primeira reunião da nova diretoria, complementou a vice-reitora da Unilab, foi discutido a ideia de elaboração de um Plano de Trabalho, com ações que serão executas no novo mandato do colegiado. O referido documento será apresentado ao governador do Estado, Camilo Santana.

Sobre o Cruc
O Conselho de Reitores das Universidades Cearenses é uma entidade civil, fundada em 15 de julho de 1992. Seu objetivo é desenvolver a educação superior no Estado do Ceará com o apoio das universidades: Universidade Regional do Cariri (Urca), Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), Universidade Estadual do Ceará (Uece), Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), Universidade de Fortaleza (Unifor), Universidade Federal do Ceará (UFC), Universidade Federal do Cariri (UFCA) e Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE).
O Conselho de Reitores das Universidades Cearenses (Cruc) participa de outros conselhos estaduais: Conselho de Políticas Públicas e o Conselho de Educação.

Insegurança pública leva a recesso de 9 a 11 de janeiro, nos campi da Unilab no Ceará

Diante de diversos atos de criminalidade registrados nos últimos dias no estado do Ceará, gerando quadro de insegurança pública e de prejuízo nas atividades de transporte público, a Reitoria da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) publicou, nesta terça-feira (8), a portaria 04/2019, estabelecendo recesso acadêmico e administrativo, garantidas as atividades essenciais, nos campi localizados no Ceará, nos dias 09, 10 e 11 de janeiro de 2019.  
 
As atividades acadêmicas previstas para o período de 4 a 11 de janeiro serão recuperadas de acordo com proposta a ser elaborada, após o recesso, pela Pró-Reitoria de Graduação, incluindo a indicação de novas datas para o trancamento de cursos na Diretoria de Registro e Controle Acadêmico (DRCA).
 
As atividades relacionadas a contratos, pagamentos e assistência estudantil ficam asseguradas. As refeições (almoço e jantar) continuarão sendo servidas apenas no Restaurante Universitário (RU) do Campus da Liberdade, em Redenção/CE, nos horários normais. Fica suspensa circulação de ônibus intercampi, assim como as viagens programadas para os veículos oficiais.
 
As horas não trabalhadas no período de recesso deverão ser compensadas pelos servidores até o mês subsequente, nos termos da Lei n. 8.112/1990. 
 
Redenção, 8 de janeiro de 2019
 
A Reitoria

Suspensas atividades na Unilab, campi do Ceará, nesta sexta-feira (4)

A Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) informa que, em articulação entre a Reitoria e a Direção do Instituto de Humanidades e a do Instituto de Linguagens e Literaturas, as atividades acadêmicas ficam suspensas no período noturno desta sexta-feira (4), nos campi do Ceará, devido ao problema de segurança pública vivenciado em Fortaleza e Região Metropolitana. A decisão se pauta na dificuldade de transporte para a comunidade acadêmica e no clima de insegurança enfrentado.
 
O jantar será servido apenas no Restaurante Universitário do Campus da Liberdade, em Redenção/CE. O ônibus intercampi Palmares/Liberdade funcionará até às 18h30min, com retorno do veículo somente até o Centro de Acarape/CE. Os demais veículos encerraram suas atividades, assim como as bibliotecas setoriais.

Reaberto edital de seleção pública para professor substituto do Instituto de Humanidades

A Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) reabriu edital de seleção pública para professor substituto do Instituto de Humanidades. O edital, agora com o número 56/2018, traz uma vaga, para o setor de estudo “História do Brasil e do Ceará”. As inscrições ocorrem de 2 a 16 de janeiro.

O candidato deverá inscrever-se de forma presencial ou por procuração, na secretaria do Instituto. 1.1. A remuneração será composta pelo Vencimento Básico (VB) de Professor Assistente-A acrescido da Retribuição de Titulação de Mestre (RT), totalizando o valor de R$ R$4.272,99.

Unilab cria novos comitês em apoio à boa governança

A Unilab instituiu dois novos comitês de defesa que visam a prevenção, remediação de fraudes e atos de corrupção no apoio à boa governança, conforme estabelecido na Instrução Normativa Conjunta MP/CGU nº 01/ 2016. A Instrução Normativa destina-se a todos os órgãos do Poder Executivo federal.
Foram criados os Comitês: de Governança, Riscos e Controles Internos (CGRC) e de Gestão da Integridade (CGI) no âmbito da Unilab. Ambos vão atuar interligados a outros órgãos de controle interno e externo da universidade para melhor execução dos trabalhos, atividades e planejamentos desenvolvidos pelas unidades de gestão, fiscalização, execução e corpo docente.
Comitê de Gestão da Integridade
Instituído pela Portaria GR/Unilab nº 1.234/18, e publicado no Diário Oficial da União (DOU), Portaria nº 831/18, o órgão visa coordenar a estruturação, execução e monitoramento do Programa de Integridade (conjunto estruturado de medidas institucionais voltadas para a prevenção, detecção, punição e remediação de fraudes e atos de corrupção, em apoio à boa governança), através de seus membros, entre: Auditor Chefe, Ouvidor, Presidente da Comissão de Ética, Superintendente de Gestão de Pessoas (SGP) e Corregedor.
Conforme o Auditor Chefe, José César Rodrigues, os trabalhos da implementação do Gestão da Integridade (CGI), até o momento, estão na fase de análise preliminar das minutas do Regimento Interno do Comitê e do Plano de Integridade. A projeção é que a primeira reunião da equipe se realize em janeiro de 2019.
Dentre suas atividades, o CGI visa coordenar a elaboração e revisão de Plano de Integridade, com vistas à prevenção e à mitigação de vulnerabilidades eventualmente identificadas, além de coordenar a implementação do programa de integridade e exercer o seu monitoramento contínuo, visando seu aperfeiçoamento na prevenção, detecção e combate à ocorrência de atos lesivos e atuar na orientação e treinamento dos servidores da Unilab com relação aos temas atinentes ao programa de integridade.
Os Planos de Integridade que comporão o Programa de Integridade estão na fase de aprovação pela equipe do Comitê.
“A implantação de um eficiente Programa de Integridade garantirá à Unilab estratégias com capacidade de diminuir os riscos em seus procedimentos e relações, seja com o setor privado ou com o setor público, alertando acerca das sanções em caso de ilegalidades; no sentido de uma abordagem preventiva de promoção da cultura da integridade e ética no serviço público”, declarou César Rodrigues.
 
Comitê de Governança, Riscos e Controles Internos (CGRC)
 
Sob a Portaria GR nº 1.259/18, e Portaria DOU nº 831/18, a Unilab instituiu o Comitê de Governança, Gestão de Riscos e Controles (CGRC), objetivando adotar medidas para a sistematização de práticas relacionadas à gestão de riscos, controles internos e governança.
Segundo o pró-reitor de Planejamento (Proplan), Matheus Pontes, a demanda de criação dos comitês surge da exigência dos órgãos órgãos de controle externo e interno, como também da cobrança pela sociedade, a qual anseia pela transparência de divulgação, destinação e melhor aplicação dos recursos públicos.
“Quando o CGRC trata do gerenciamento de risco, mostra que devemos trabalhar os objetivos estratégicos da Unilab, conjuntamente com o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), para que os possíveis riscos de execução sejam mapeados, detectados e trabalhados para promover uma correta execução. Caso ocorram, sejam minimizados”, afirmou Matheus Pontes.
Matéria relacionada: Conheça o trabalho da Ouvidoria, Comissão de Ética Pública e Corregedoria da Unilab

Comissão Estudantil lança edital para eleição de representantes no Consuni e Consepe

Está aberto o Edital nº 01/2018, para eleição de membros titulares e suplentes representantes estudantis no Conselho Superior Universitário (Consuni) e no Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe). As eleições acontecem nos dias 19 e 20 de dezembro.

São convocados para votação os alunos dos cursos de graduação e de pós-graduação stricto sensu e lato sensu presencial dos campi do Ceará. A convocação é da Comissão Eleitoral dos representantes estudantis no Consuni.

As eleições serão realizadas em caráter de urgência, devido ao vencimento da gestão dos representantes anteriormente eleitos. As chapas devem ser formadas por seis integrantes e conter, obrigatoriamente, um estudante brasileiro, um estudante estrangeiro e uma estudante mulher.

As inscrições devem ser feitas na próxima quinta-feira (13), com o preenchimento deste formulário eletrônico. Cada chapa só poderá concorrer a um dos dois conselhos. As vagas serão preenchidas pela chapa que alcançar o maior número de votos obtidos no processo eletivo.

O mandato dos membros titulares e suplentes eleitos é de um ano, a contar da data da sessão de posse no Conselho Universitário.

Outras informações no e-mail: [email protected]

Confira o calendário:11 de dezembro – Lançamento do edital;13 de dezembro – Inscrição de chapas;14 de dezembro – Recurso à inscrição de chapas;15 a 18 de dezembro – Campanha;19 e 20 de dezembro – Eleição;21 de dezembro – Resultado final.
Demais datas e locais de votação no Edital nº 01/2018.

O que é o Consuni?

O Conselho Superior Universitário (Consuni) é o órgão máximo de função normativa, deliberativa e de planejamento da universidade nos planos acadêmico, administrativo, financeiro, patrimonial e disciplinar, tendo sua composição, competências e funcionamento definidos no Estatuto e no Regimento Geral.

O Consuni é composto por professores (70%), técnicos (15%) e estudantes (15%). O Conselho é responsável por definir as principais políticas da universidade. É ele, por exemplo, quem decide como é gasto o dinheiro da universidade, define também sobre a quantidade de estudantes estrangeiros que devem ingressar a cada semestre, entre outras coisas.

Os estudantes têm direito a cinco vagas no Consuni da Unilab, sendo três vagas para o Ceará e duas para a Bahia, com seus respectivos suplentes.

O que é o Consepe?

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) é o órgão máximo de função normativa, deliberativa e de planejamento da universidade nos planos acadêmico de ensino, pesquisa e extensão, tendo sua composição, competências e funcionamento definidos no Estatuto e no Regimento Geral.

O Consepe é composto por professores (70%), técnicos (15%) e estudantes (15%). É ele quem define o calendário acadêmico e todas as normativas sobre o ensino, a pesquisa e a extensão.

Assim como o Consuni, no Consepe os estudantes têm direito a cinco vagas, sendo três para o Ceará e duas para a Bahia, com seus suplentes.

Curso de Letras – Língua Portuguesa da Unilab recebe nota máxima em Guia do Estudante 2019

O curso de Letras – Língua Portuguesa da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) recebeu o selo de cinco estrelas, pontuação máxima, no Guia do Estudante(GE) 2019. Além disso, os cursos de Agronomia e Engenharia de Energias obtiveram 4 estrelas (conceito ótimo) e Administração Pública e Enfermagem 3 estrelas.

“É com muita satisfação que recebemos essa notícia, porque é resultado do trabalho em parceria do colegiado do curso de Letras-Língua Portuguesa. Respondemos ao questionário enviado pela equipe do selo de qualidade do Guia do Estudante com as informações que dia a dia, mês a mês, semestre a semestre vamos construindo com o ensino, a pesquisa e extensão desenvolvidos pelo corpo docente formado quase que exclusivamente por doutores”, destacou a coordenadora do curso de Letras – Língua Portuguesa, Cláudia Carioca.

A coordenadora do curso de Agronomia, Susana Blum, destacou a satisfação com o resultado, os esforços coletivos que concorreram para a nota e o perfil do curso. “Somos um curso novo, com metodologias de ensino ancoradas em atividades práticas e na interação entre o saber acadêmico e o saber popular. Estamos comprometidos com a luta pela qualidade do curso e pela excelência na formação de profissionais qualificados para atender as demandas dos países da CPLP, sobretudo na produção de alimentos, conservação de recursos naturais e no protagonismo das populações rurais”, afirmou.

Sobre o Guia do Estudante

O GE é uma publicação da Editora Abril que analisa os cursos de graduação das universidades e faculdades brasileiras. Segundo a editora, a edição de 2019 já está nas bancas e, em breve, estará disponível também no site do GE. Os cursos avaliados pelo GE em todo o Brasil são analisados por mais de 3 mil professores, a partir de questionários previamente preenchidos voluntariamente pelos coordenadores de cada curso. Cada especialista pode avaliar até 35 cursos da região em que mora, desde que não integre a própria universidade.

Edital abre vaga para professor visitante

A Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) lançou o edital nº 49/2018, com uma vaga para professor visitante brasileiro ou estrangeiro, no setor de estudo “Libras”, para o Campus dos Malês, em São Francisco do Conde/BA. As inscrições ocorrem de 28 de novembro a 6 de dezembro.
A remuneração para o cargo de professor visitante será de R$ 11.561,91, valor relativo ao cargo de professor Adjunto I, da carreira de Magistério Superior. O candidato aprovado será contratado no regime de 40 horas semanais de trabalho com dedicação exclusiva (40 h/DE).
A contratação é proibida para candidato que já tenha firmado contrato nos termos da Lei nº 8.745 de 09/12/93, antes de decorridos 24 meses do encerramento do seu contrato anterior.
O processo seletivo constará de avaliação de títulos, em que será analisado o curriculum vitae do candidato, que comprove a sua experiência e produção, com ênfase nos últimos cinco anos.